No dia 6 de agosto o planeta Vénus entra no signo da Virgem onde já se encontra Mercúrio em regência, assim como também o planeta Júpiter faz a sua última passagem neste signo durante este mês, onde irá beneficiar diretamente a Virgem, o Touro e Capricórnio.

No dia 2 de agosto Marte entra em Sagitário a trazer a energia da expansão, da novidade, do entusiasmo, estes nativos terão uma maior necessidade de largos movimentos de inovações, viagens e aventura, existe a energia do dinamismo no ar irá beneficiar diretamente os Sagitarianos, Leões e Carneiros.

Independentemente da conjunção cerrada entre Marte /Saturno que irá ocorrer depois de dia 25 na perspetiva astrológica, a mesma não será tão frustrante devido às excelentes posições entre Vénus /Júpiter (alegria, fé, otimismo).

Existe outro aspeto que irá afetar especialmente o eixo Virgem/Peixes devido à oposição entre Vénus /Neptuno entre os dias 13 e 18 a trazer desencanto, situações de malogro, algo que estes nativos já estão manifestamente habituados.

Uma situação pode contar, este mês de agosto é um mês muito bom para os nativos da Virgem devido ao grande stellium, que irá decorrer neste signo como tal devem aproveitar as benesses.

Os cinco planetas mais brilhantes: Mercúrio, Vênus, Marte, Júpiter e Saturno estarão reunidos, nos dando uma bela oportunidade de contemplá-los juntos pela última vez nos próximos anos.

A partir de 15 de agosto a bela influência de Vénus Júpiter no céu irá distribuir as suas benesses. Quando os dois planetas associados à sorte se juntam podem esperam por uma lufada de situações de sorte, a chegar á nossa vida de uma forma inesperada.

O epicentro desse alinhamento ocorre no dia 27 de agosto, quando Júpiter estar bem próximo no horizonte, juntinho a Vênus, formando uma bela conjunção, é um espetáculo à parte. Júpiter e Vênus estarão separados por apenas 4′, criando a impressão de que são um único astro. Essa será a maior aproximação entre dois planetas em 2016.

Partilhar: