Como prevê que seja o ano de 2012 a nível económico?

Portugal tornou-se reino a 7 de Março de 1143 e de acordo com esta referência temporal poder-se-á fazer uma análise astrológica assente num mapa astral.

É de senso comum que Portugal atravessa uma momento extremamente dificil financeiramente, contudo a astrologia confirma e reforça este momento.
Em 2012 Saturno, o senhor do Karma, das dores e dificuldades, entrará na constelação de Escorpião, formando uma quadratura (aspecto de tensão) a Marte que se encontra na casa financeira de Portugal.
É interessante verificar que o FMI esteve em Portugal duas vezes e no caso de 1983 Saturno também estava na constelação de Escorpião, apelando à restruturação do poder financeiro. No entanto, nessa época a situação foi muito mais dramática.
O mês de maior dificuldade para o nosso país, será Outubro porque se fechará a quadratura.de Saturno a marte. Não se consegue prever com exactidão, mas poder-se-á dever a grande dificuldade de cumprimento de acordos, por falta de liquidez financeira.
Durante o resto do ano existem aspectos astrológicos harmoniosos, de protecção que permitem um avanço economico/financeiro de Portugal.
Os cortes orçamentais irão continuar? Os impostos irão voltar a subir?

Essas questões devem ser colocadas a quem governa. Os diferentes quadrantes políticos têm opiniões divergentes de governação. Nós, estamos dependentes de quem governa.
Contudo, atendendo a que actualmente o lider da governação é o Dr. Passos Coelho e o seu mapa astral mostra que terá um bom ano, com excepção do mês de Outubro, então é possivel que a carga de impostos não suba mais.
Todos nós, portugueses, já sabemos com o que contamos. Por muito que nos vá custar a todos, valha-nos a verdade dos factos para podermos gerir o nosso quotidiano sem mais surpresas desagradaveis.

São de esperar mais falências de empresas? O desemprego será uma
realidade cada vez mais presente na vida das famílias portuguesas?

Infelizmente, pelas análises astrológicas assumidas por mim, esta triste realidade irá até Setembro de 2015. Só após esta data, irá existir um alívio das dificuldades e um renascimento do país, porque Saturno entrará em Sagitário, signo da fé, de novas filosofias de vida e da sorte. Assim, nesta altura irá haver uma maior expansão de mentalidade e por consequência uma renovação de valores.

Os portugueses irão manifestar-se ainda mais contra estas medidas?

Desde 2008, altura em que Plutão entrou na constelação de Capricórnio que as estruturas sociais estão a ser abaladas. Assim, há uma forte tendência para que as organizações sociais e políticas se orientem por principios de responsabilidade, coerência e verdade; que até então alienavam. Daí que os portugueses e outros povos, tenham-se revelado contra o sistema e irão continuar a exigir um sistema focalizado na justiça e igualdade social.

Acha que a taxa de criminalidade pode aumentar?

Sim, claro. É óbvio. Já é uma realidade actual.
A grande asfixia em que os portugueses se encontram, levará a um exaspero das classes menos favorecidas e por consequência o aumento da criminalidade.

Será de esperar a queda do Governo e a realização de eleições antecipadas?
O governo não irá cair. O governo irá suportar com zelo as grandes provações a que estamos todos sujeitos e que são de responsabilidade de anteriores governações. O Deus do Sub-mundo (Plutão) faz emergir tudo o que está escondido, o que não serve mais ao poder colectivo daí poder afirmar que por exemplo José Sócrates não voltará às lides políticas. Analisando o seu mapa astral, posso dizer que se encontra no ciclo de perdas, devido a uma tensão de Neptuno a Plutão, assim como um cilco de Saturno na casa 8 que significa uma queda de poder, assim como a possibilidade de viver situações traumáticas. Os meses de Abril, Julho, Outubro e Dezembro de 2012 serão particularmente dificeis para José Sócrates.

Será de esperar o fim do euro e a saída de Portugal da União Europeia?

Não. Com o fim da moeda única e sem o mercado Europeu, a Alemanha não teria como manter a sua economia sustentada durante a crise. Isto é, não estaria competitiva em relação à China e Estados Unidos da América.
Portugal não sairá da união Europeia, embora no mapa astral de Portugal, se verifique que passará por grande asfixia e dificuldades em cumprir os acordos fixados, visto existir uma quadratura de Saturno à casa 2 (financeira).

Faz sentido evocar duas figuras políticas de relevo na actualidade.
Analisando o mapa astral de Nicolas Sarközy verifica-se que o presidente da França, terá um bom ano, pois tem conjunturas astrais muito favoraveis, tal como Urano sextil ao Sol que é um aspecto de progresso que o levará a ganhar as eleições de 2012.
Já Ângela Merkel terá as suas responsabilidades acrescidas, limitações e dificuldades devido a tensões de Saturno. Poderei afirmar que viverá situações de traição dos seus aliados politicos e embuste, com o qual não conta.
Como estará o estado de espírito dos portugueses?

Não tenho dados para proceder à análise do mapa astral individual de cada português. No entanto, perante o que já referi anteriormente, será óbvio que o ânimo dos portugueses estará baixo.

Existirão casos que contrariem a crise e que vão dando razões para
estarmos optimistas?
O optimismo tem de ser um alicerce para a supressão das adversidades.

Alguma coisa irá mudar na personalidade ou na maneira de ser dos portugueses?

Perante dificuldades as pessoas tendem a mudar comportamentos, nomeadamente ganhar flexibilidade, expanaão de consciência e conhecimento e valorização de outros acontecimentos. A adversidade aguça o engenho.

Considera que a taxa de emigração irá aumentar?

Essa é uma realidade actual. É uma forma que as pessoas encontraram, perante o desespero ,de não terem como sustentar as suas famílias, assim como cumprirem as obrigações que têm.

Considera que o medo da crise poderá ser, de alguma forma, positivo
para os portugueses, no sentido de estes se tornarem mais ativos e
empreendedores?

Vem de encontro ao que acabei de dizer.

Que conselhos pode deixar aos portugueses acerca dos temas que abordámos?

Que a vida é constituída por ciclos, que são positivos e negativos. Tudo no universo funciona por polaridades. Existe o dia, da mesma forma que existe a noite. Sempre que somos bafejados por um ciclo positivo, é porque o merecemos, da mesma forma que perante as adversidades temos que ter a mesma postura de aceitação e de força.
Acredito que após Setembro de 2015, Portugal será um País renascido, mais estruturado e organizado, que irão ser menores todas as discrepâncias sociais que de momento se verificam e que tomos nós seremos beneficiados por isso.

Partilhar: