Todo o homem, quando nasce, já tem marcado o tipo de viagem que vem fazer à Terra. Assim, a Alma guarda memória de tudo aquilo que já viveu no passado.

Como se tem guardado tudo na memória, tudo o que já se viveu, assim, temos medos enraizados, cristalizados, alguns como pedras, que são sempre as consequências das nossas dores sucessivas.

As palavras ainda não estão prontas para explicar o novo Homem.

O novo Homem, que nasce, sempre, com o propósito de evoluir é fruto de experiências e experiências que viveu.

Karma e Dharma são termos originais, da língua clássica da Índia, tendo a evolução espiritual como partida, defende que a alma precisa de passar, por muitas experiências para cumprir o seu aprendizado na Terra.

É muito importante perceber e entender o karma, pois, habitualmente, é visto como algo de mau, que persegue o Ser toda a vida.

Assim, como uma rosa é bela, mas também tem espinhos, karma não são só espinhos das nossas culpas, dos nossos erros, dos nossos fardos, das nossas dores…

Karma é o somatório de tudo que a Alma fez na sua evolução espiritual. É todo o conhecimento adquirido, através de vidas e vidas sucessivas.

Karma só se torna negativo quando é um padrão que se repete, um hábito constante, enraizado, cristalizado, que o ser persiste em manter e repetir.

Vivemos assustados, pois os medos não nos deixam ter paz. Os medos, que criamos e alimentamos, nascem do nosso pensamento; por isso, podem e devem ser mudados.

O medo é o maior fantasma, pois paralisa. A família, as condições de cada um, onde nascemos, vão determinar o tamanho dos nossos medos. Na família, na infância, a ausência de amor, pais rígidos, autoritários, exigentes, que manipulam o Ser, quer através da violência física ou psicológica, vão criar os fantasmas dentro de nós.

Hoje, a vida é a grande oportunidade que todo o ser humano tem para transformar o Karma em Dharma.

Nós não queremos continuar a sofrer. O homem quer paz, quer viver tranquilo e seguro, sem medo…

Querer é poder!

Temos de transformar o medo em segurança.

Pense:

De que tem medo? Quais os seus medos? Imagine que está afastar os seus medos, que levam aos fracassos sucessivos.

Os medos são, sempre, a consequência de falta de amor-próprio e falta de estima.

Karma não é só o resultado das nossas provações, dos nossos fardos, dos nossos erros. Karma é o somatório da vivência da nossa Alma.

Compreender o Karma e conhecer o nosso Dharma é o percurso de todo o homem inteligente, de todo aquele que se põe em causa, que se questiona.

Um dia, todos nós temos de chegar a Buda, o caminhar da violência para não-violência, a pacificação total.

Tudo na vida se aprende, só temos de ter consciência de tudo que somos, das nossas dores, nossos medos/fracassos. Quero ajudá-lo a vencer e entender os seus medos que estão marcados dentro da sua Alma.

 Os medos têm de ser encarados e vencidos.

Crie uma nova realidade, livre-se dos medos novos e velhos, comece por perdoar a todos que lhe trouxeram dores, pois todas as pessoas que o magoaram, prejudicaram e traíram são, sempre, os nossos mestres internos, aqueles que nos ajudam a mudar a nossa realidade.

Cada ser é único, cada ser é irrepetível. O problema do medo surge quando existe a falta de confiança, de amor, de auto estima, em suma o desamor.

Quando aceitamos o medo, libertamos a aceitação, que está sempre dentro de nós. A libertação está sempre dentro de nós. O sucesso está dentro de nós – querer é poder! 

O medo é um sentimento que resulta pelo receio de errar, é um estado de alerta permanente pelo facto de o Ser se sentir ameaçado. Medo provoca descargas de adrenalina, aceleração cardíaca, atenção desmedida por tudo que ocorre ao seu redor, em suma, o nunca ter paz!

A vida é a grande oportunidade para a transformação dos medos em força, em energia positiva.

A vida é maravilhosa quando não se tem medo de nada.

Só vence quem não tem medo de errar!

Ayrton Sena disse um dia: “ O medo faz parte da vida, eu aprendi a viver com ele, e vencê-lo diariamente “.

Cada vez que temos a coragem de enfrentar o medo, ganhamos força e confiança. O Ser tem de querer ter essa coragem para fazer aquilo que acha que não consegue.

No dia em que conseguir enfrentar os seus medos, eles são transformados em confiança, fé e coragem. Nesse dia, transforma o fracasso em sucesso, medo em coragem, a tristeza em alegria. A vida vale a pena! Queira vencer os seus medos, pois nesse dia tornar-se-á um vencedor.

Partilhar: